É bastante comum indicar a análise de crédito de pessoa física para evitar o aumento da inadimplência e a ocorrência de golpes. Porém, como se proteger quando o cliente é uma pessoa jurídica? A resposta está na situação cadastral empresarial.

O objetivo é verificar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da organização para ter certeza de seu registro e atividade junto à Receita Federal. Da mesma forma, essa avaliação permite saber como está a situação financeira do negócio, se tem um histórico de pagamentos positivo e se é um bom parceiro.

Porém, como funciona essa verificação e por que ela é efetivamente importante? Vamos explicar melhor neste artigo. Acompanhe!

O que é a situação cadastral empresarial?

A situação cadastral de CNPJ é o registro da empresa junto à Receita Federal. A partir da análise, é possível saber qual é o status do negócio, se há processos judiciais ou dívidas tributárias. A verificação ainda recai sobre protestos em abertos e pendências comerciais, tributárias e judiciais.

Na prática, isso significa que você reconhece o status do empreendimento perante os órgãos responsáveis. Com isso, tem informações relevantes, que assinalam se é uma boa ideia fazer negócios com esse parceiro.

Qual a importância de fazer essa análise?

Avaliar a situação cadastral da empresa é uma forma de evitar golpes e garantir o recebimento dos serviços prestados ou dos produtos vendidos. Em caso de fraude, o problema pode ser um prejuízo financeiro significativo, que pode levar ao endividamento.

Um exemplo simples que demonstra a importância da situação cadastral é o golpe que fraudadores de CNPJs aplicam no País. Essas pessoas reúnem uma grande quantidade de CPFs fraudados e abrem empresas de fachada, com focos de atuação diferentes.

Elas emitem notas fiscais uma para outra para simular transações comerciais e passar a impressão de que os negócios são legalizadas. Depois de certo tempo, os fraudadores entram em contato com uma empresa instituída, especialmente aquelas que fornecem produtos de alta liquidez, isto é, que podem ser vendidos ou transformados em dinheiro rapidamente.

Como existem as transações simuladas, a análise de crédito costuma aprovar a operação, já que o histórico de pagamentos parece ser positivo. Em um primeiro momento, costuma ser solicitado um pedido de valor mais baixo, que é pago.

Com o tempo, o golpe é aplicado com o objetivo de ter acesso a quantias mais elevadas. Nesse caso, cabe a você se recuperar do baque e colocar as finanças em dia. No entanto, o estrago financeiro já foi gerado.

Outras situações também podem ocorrer nesse processo. Por exemplo: sua empresa pode oferecer crédito para algum negócio suspenso por falta de cumprimento de obrigações tributárias ou para aquele que está inapto, o que significa que ignora a apresentação de declarações e demonstrativos contábeis.

Todos esses exemplos podem implicar perdas financeiras para a sua empresa. Por isso, é fundamental estar atento aos possíveis danos.

Quais são os tipos de situação cadastral empresarial?

Uma empresa pode ser enquadrada em diferentes classificações, a depender de sua situação tributária e cadastral do CNPJ. Os tipos mais comuns são os que listamos, a seguir.

Ativo

O negócio está regularizado e não existem pendências.

Suspenso

O CNPJ apresenta algum problema, como a matriz ou a filial tem domicílio no exterior, deixou de cumprir as obrigações, há inconsistência nos dados ou indícios de fraudes. É preciso investigar e ter atenção.

Inapto

As empresas que deixam de apresentar demonstrativos e declarações contábeis por dois anos consecutivos são enquadradas nessa classificação. Alguns exemplos desses documentos são: escrituração contábil digital, declaração de créditos e débitos tributários, declaração simplificada de pessoa jurídica etc.

O estabelecimento inapto também pode sofrer outras sanções, como: ser impedido de participar de licitações ou de receber incentivos financeiros e fiscais, e ser incluído no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin).

Baixado

A empresa que tem sua inscrição no CNPJ baixada é aquela que fez essa solicitação a conceder de ofício ou ao órgão competente. Pode ser feita a reativação, se o funcionamento do negócio for constatado.

Nulo

As companhias ou suas filiais que têm características duvidosas são enquadradas como situação cadastral nula. Pode ser um caso de duplicidade de inscrição municipal ou estadual, desobrigação de ter esse número ou a constatação de ações ilícitas no ato de registro.

Como fazer a consulta à situação cadastral das empresas?

Essa prática precisa ser realizada em uma solução específica, que toma como base uma lista completa de clientes e fornecedores. Esse é o caso do Consulta Serasa, ferramenta que oferece relatórios com informações sobre as empresas para você ter certeza de fechar o melhor negócio e, por consequência, reduzir a inadimplência.

Para fazer a consulta, o ideal é seguir um passo a passo. Confira as etapas!

Escolha o pacote de créditos que atende às suas necessidades

As três opções disponíveis são simples, essencial e premium. Todas têm um preço diferenciado que é consumidor conforme as análises realizadas. Se o pacote acabar, você pode fazer consultas e elas serão cobradas separadamente.

Faça o cadastro

Essa etapa exige a inclusão de nome completo, CNPJ da sua empresa, e-mail e número de telefone.

Siga os passos apresentados

O site indicará o que você deve fazer para finalizar o processo. Depois disso, poderá fazer as consultas que desejar.

Realize o pagamento

A transação pode ser efetuada com boleto ou cartão. Nos dois casos, é preciso haver a compensação do valor, o que pode demorar até 72 horas no caso da fatura. Se você fizer a assinatura, precisa fazer o pagamento por cartão de crédito, porque a cobrança é mensal.

Selecione o relatório desejado

A consulta pode estar embasada em três tipos de relatórios. São eles:

  • completo: apresenta informações de score de crédito, detalhamento societário, dados cadastrais, status do CNPJ, protestos nacionais, análise de cheques, falências e recuperações, e mais;
  • intermediário: indica os processos estaduais, análise de cheques, dívidas na Serasa, dados cadastrais e status do CNPJ;
  • básico: abrange dados cadastrais, análise de cheques, dívidas na Serasa e status do CNPJ.

Insira o CNPJ a ser consultado

Essa informação é indispensável para fazer uma consulta apropriada. Depois disso, basta analisar os dados e tomar a sua decisão de forma mais acertada.

Como você pôde perceber, a análise da situação cadastral empresarial é uma atitude indicada para evitar fraudes e prejuízos financeiros para o seu negócio. Porém, é preciso fazer essa consulta de maneira rápida e em uma solução adequada. Ao adotar as precauções indicadas, a transação será feita com mais segurança.

Agora que você entende melhor sobre a importância da consulta do CNPJ da empresa, que tal se aprofundar no assunto? É só conhecer os golpes com CPF e CNPJ e ficar atento ao que pode acometer seu empreendimento!