Conceder e solicitar crédito é um ecossistema essencial para a manutenção da saúde financeira das empresas brasileiras. E para que todos os agentes envolvidos tenham segurança de que a negociação feita será a melhor e cumprida por todas as partes, é imprescindível que ela seja feita baseada em dados.

Esses dados oferecem aos credores uma visão do comportamento financeiro do agente que solicita o crédito, assegurando que ele será capaz de honrar sua parte do contrato e garante a quem recebe o crédito que esta é a melhor oferta disponível, seja de taxas, prazos ou valores em si.

É nesse momento que entram os Recebíveis, eles são os valores que uma empresa tem a receber pelas vendas realizadas a clientes pessoas físicas ou jurídicas no cartão.

Essa agenda de recebíveis pode ser usada pelas empresas para uma melhor compreensão do histórico financeiro do solicitante, podendo fazer uma oferta customizada e ser usada pelo solicitante como garantia de pagamento.

Para conferir outros benefícios, mais detalhes sobre o que é, regulamentação e o papel da Serasa nesse ecossistema, continue lendo!

Mas o que são os recebíveis?

Sempre que uma compra é feita via cartão, isso gera um crédito para o vendedor. Esses valores que serão recebidos no futuro ganham o nome de recebíveis no sistema financeiro, mas também é possível encontrar como agenda, carteira ou dados de recebíveis.

A partir de 2019, o BACEN trouxe uma modificação, a Resolução nº 4734, que aponta novas condições e procedimentos para operações com recebíveis, não limitando à negociação de antecipação dos valores.

Na prática, fica estabelecido uma espécie de registro público, onde todos os dados referentes aos valores por receber de uma empresa, como: data da compra, valor, modalidade de pagamento, data de liquidação da operação e outros, podem ser consultados mediante consentimento.

Nesse momento, as empresas podiam optar por registrar ou não sua agenda de recebíveis junto a uma entidade registradora, mas em 2021 esse movimento tornou-se obrigatório. O objetivo principal era fomentar o crédito com maior acesso à informação para melhores análises.

Já em 2022, o CMN e o Banco Central aprovaram novas regras que regulamentam os limites e regras das transações envolvendo recebíveis de cartão de crédito e débito. A partir delas, foram abertas oportunidades para que as empresas pudessem ampliar suas opções de negócios, tanto na avaliação de clientes quanto para ofertas de antecipação.

Como começar a usar essa agenda de recebíveis?

Toda companhia interessada na modalidade tem a agenda de recebíveis gerenciada por entidades registradoras autorizadas pelo Banco Central do Brasil e que são responsáveis por consolidar as informações de pagamentos e de contratos negociados com eles.

Para todas as partes envolvidas, antes de qualquer acesso, é necessário consentimento! Apenas após a permissão do cliente, uma empresa concessora de crédito pode ter acesso àquela agenda de recebíveis.

E esse consentimento pode ser oferecido de algumas formas. Ele pode ser concedido diretamente à entidade registradora ou para uma intermediária entre cliente e entidade.

A Serasa Experian age como parceira das entidades registradoras e, a partir do seu consentimento, usa os dados de recebíveis para gerar soluções de analytics que permitem a melhor avaliação de crédito para as empresas detentoras destes recebíveis.

Ou seja, a Serasa Experian traz para a empresa não só o histórico financeiro do cliente, mas uma visão mais nítida e ampliada do CNPJ, com a combinação da agenda de recebíveis e dados da primeira e maior datatech do Brasil, para a segurança de uma oferta de crédito mais acurada e a possibilidade de novos negócios benéficos para ele.

Benefícios em compartilhar a carteira de Recebíveis

A disponibilização desses dados traz benefícios para além da antecipação como conhecemos atualmente, uma vez que o acesso a essas informações possibilita análises de crédito mais justas e o uso delas como garantia.

Em especial, as pequenas e médias empresas são beneficiadas por esse novo contexto, com a possibilidade de utilizar sua agenda de recebíveis como alavancas para a obtenção de crédito, fomentando negócios e garantindo a saúde financeira.

Mas, podemos ver pontos positivos em todos os agentes envolvidos nesse ecossistema. Para os credores, os dados de recebíveis de varejistas trazem mais insumo para uma análise de crédito mais justa e políticas de concessão customizadas, incluindo aplicação de taxas e prazos mais adequadas ao perfil de cada clientes, o que traz uma diminuição de riscos.

Conforme bancos e fornecedores têm mais clareza sobre a movimentação de cartão dos seus clientes, eles se sentem mais seguros para conceder mais recursos financeiros, seja em forma de aumento de limite, empréstimos ou prazo de pagamento.

E para as operadoras de cartão, o benefício se apresenta como oportunidade para aumentos das ofertas de antecipação com melhor gerenciamento de riscos.

O que pode mudar no cenário brasileiro com os Recebíveis

No Brasil, 90% das empresas são classificadas como pequenas e médias e, delas, 68% têm dificuldade em conseguir crédito de qualidade por alguns motivos.

Os juros elevados e a inflação são fatores que diminuem o fluxo de crédito no mercado, já que nesse cenário há uma diminuição da previsibilidade, o que aumenta o risco de os credores não receberem.

Outro aspecto que influencia pode ser observado em um estudo feito pela Serasa Experian, que aponta os custos das mercadorias vendidas por uma PME como 76% do seu faturamento total, colocando grande parte do seu custo na recompra de matéria-prima ou produtos, dificultando o acesso a maiores limites de compra e melhores prazos.

O que muda nesse contexto a partir dos Recebíveis do cartão é que eles podem ser usados como garantia, oferecendo para o credor mais segurança e transparência na negociação e para as tomadoras, a possibilidade de conseguir mais crédito.

Ainda de acordo com dados da Serasa Experian, foi identificado que o potencial de crédito que esse tipo de negociação proporcionaria às pequenas e médias empresas no Brasil é de R$ 30,7 bilhões por ano.

Recebíveis com a Serasa Experian: a melhor forma de expandir negócios com segurança

Em parceria com a Serasa Experian, você pode expandir o crédito PJ usando os dados de recebíveis, aprovar mais clientes com taxas mais adequadas ao seu perfil ampliando negócios e diminuindo riscos.

Entenda por que existe análise de crédito PJ com recebíveis e análise de crédito PJ com recebíveis da Serasa Experian: acesse a nossa página, preencha seus dados e receba o contato de um de nossos especialistas.