Serasa Experian

Demanda das empresas por crédito recua 1,8% em outubro, diz Serasa Experian

Micro e pequenas empresas puxaram para baixo o resultado

São Paulo, 21 de novembro de 2018 – A demanda das empresas por crédito recuou 1,8% em outubro/2018 na comparação com o mesmo mês do ano passado (outubro/17) conforme apurou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Já na comparação com setembro/18, devido a maior quantidade de dias úteis, a procura dos empresários por crédito cresceu 10,9%, revertendo parcialmente o recuo mensal de 13,8% observado na comparação setembro/18 versus agosto/18. Com estes resultados, a expansão da demanda empresarial por crédito recuou 1,1% no acumulado dos primeiros dez meses de 2018.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, busca empresarial por crédito mantém-se contida face em virtude das incertezas políticas, não apenas em relação ao pleito eleitoral encerrado em outubro, mas também em função de como serão encaminhadas as reformas econômicas e estruturais pelo novo governo eleito, a partir do início do próximo ano.

Análise por porte

A queda interanual da busca empresarial por crédito em outubro/2018 ocorreu apenas nas micro e pequenas empresas, que retraíram suas demandas em 2,1%. Nas médias empresas houve alta de 4,4%. Nas grandes empresas houve avanço de 16,9% em outubro/18 em comparação a outubro do ano passado.

Na comparação com os primeiros dez meses do ano passado, a busca empresarial por crédito caiu 1,1% nas micro e pequenas empresas. Nas médias empresas houve retração de 3,6% e, nas grandes empresas, houve avanço de 1,3%.

Análise por setor

Em outubro/18, as empresas industriais recuaram suas demandas por crédito em 15,3% frente a outubro/17. Nas empresas comerciais houve retração de 12,2%, mas, por outro lado, nas empresas de serviços houve alta de 14,4%.

Frente ao acumulado dos primeiros dez meses do ano passado, as empresas de serviços expandiram suas demandas por crédito em 1,5%. Nas empresas industriais a houve retração de 2,7%, e nas empresas comerciais houve queda de 3,5%.

Análise por região

Em outubro/18, a demanda empresarial por crédito caiu 5,9% no Nordeste, 5,8% no Sudeste e 0,6% no Norte. Na direção oposta, houve avanço de 2,3% no Centro-Oeste e de 1,8% na Região Sul, sempre em comparação com outubro do ano passado.

Já no acumulado dos primeiros dez meses de 2018, houve queda de 3,8% na procura empresarial por crédito na Região Norte, recuo de 2,5% no Sudeste e de 1,6% no Nordeste. Na direção contrária, as empresas da região Centro-Oeste expandiram suas demandas por crédito em 2,2% e as da Região Sul em 3,5%.

A série histórica deste indicador está disponível em:

https://www.serasaexperian.com.br/amplie-seus-conhecimentos/indicadores-economicos

Metodologia do indicador

O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de cerca de 1,2 milhão de CNPJ consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CNPJ consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre as empresas e as instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica, setor e porte.