Sylvia Earle

Oceanógrafa, exploradora e autora de mais de 190 publicações, Sylvia Earle é Exploradora-Residente da National Geographic Society e foi nomeada a primeira Heroína pelo Planeta pela Time Magazine.
Com PhD em Ficologia pela Universidade Duke, passou grande parte de sua vida em pesquisa de campo junto às Universisades da Califórnia, Berkeley, e Harvard.
Foi Curadora de Ficologia na Academia de Ciências da California de 1979 a 1986, lecionou em mais de 80 países e possui 22 diplomas honorários. Sua pesquisa em ecossistemas marinhos tem foco na exploração, conservação e desenvolvimento de novas tecnologias relacionadas ao oceano profundo.
Sylvia Earle liderou mais de 100 expedições e passou mais de 7000 horas submersa. Foi capitã da primeira equipe totalmente feminina de aquanautas no projeto Tektite II (1970), composto de dez missões de dez a vinte dias de duração embaixo d’água. Utilizando um traje de mergulho atmosférico (“JIM suit”) projetado primeiramente para a indústria petrolífera, em 1979 Sylvia Earle bateu o recorde feminino de mergulho em profundidade ao andar no fundo do mar a 381 metros abaixo da superfície, no primeiro uso científico do traje.
Conhecida como “Vossa Profundeza” pela revista New Yorker, Sylvia Earle foi chamada de “Lenda Viva” pela Biblioteca do Congresso (EUA). Foi recipiente de mais de uma centena de homenagens nacionais e internacionais.
No início da década de 1990, se tornou a primeira mulher a ocupar o cargo de Cientista Chefe da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA). Hoje atua na diretoria de diversas instituições privadas, não-governamentais e governamentais.
Desde a década de 1980, Sylvia Earle participou de diversos empreendimentos ligados à exploração dos oceanos. Em 1982, fundou a Deep Ocean Engineering, visando o desenvolvimento de sistemas subaquáticos pilotados e robóticos. Em 1992, fundou a Deep Ocean Exploration and Research, com foco em avanços na engenharia submarina. Estes projetos permitiram a cientistas acesso a profundidades nunca antes estudadas.
Preocupada com a manutenção da biodiversidade e estabilidade ecológica do planeta, Sylvia Earle fundou a Mission Blue (também conhecida como Sylvia Earle Alliance), uma organização para a proteção e exploração dos oceanos. Desde sua criação, a Mission Blue foi de importância pivotal para se chegar à marca de 5,1% da área total dos oceanos sob conservação ambiental.
Sylvia Earle representa o espírito de exploração e o trabalho orientado por valores e pela preocupação com o futuro do planeta.