Consulta de crédito: entenda como funciona na prática

Consulta de crédito: entenda como funciona na prática

  • Pesquisa
  • Publicada em 10/10/2018
  • Tempo de leitura: 6 minuto(s)

A inadimplência é provavelmente o principal risco à sustentabilidade empresarial. No caso das organizações que vendem a outras empresas (Business-to-Business – B2B), o risco se eleva ainda mais em virtude do alto nível de alavancagem desse perfil de cliente. Mesmo diante da seriedade desse desafio, ainda são poucas as empresas nacionais que dão a devida atenção ao processo de análise e consulta de crédito.

Para piorar, a concessão de flexibilidade de pagamento (mediante aceitação do pagamento fracionado, via cheque pré-datado, duplicata, nota promissória ou outros tipos de parcelamento) reduz a liquidez das organizações, tornando sua administração financeira sempre delicada, a um passo do endividamento completo.

Diante do cenário atual, em que (segundo dados, respectivamente, da Serasa Experian e do site G1) 5,4 milhões de empresas e 61 milhões de consumidores têm dívidas atrasadas, ter à mão um instrumento de consulta de crédito é muito mais do que conveniência, é necessidade de sobrevivência. Hoje você vai ter um guia sobre como é fácil fazer essa análise antes de vender a prazo! Confira!

Passo a passo para consulta de crédito e realização de vendas com segurança

1. Acesse a página do Consulta Serasa

O Consulta Serasa é a mais importante ferramenta online para consultas de CNPJ e CPF, um poderoso instrumento de combate à inadimplência que auxilia você a avaliar melhor o seu cliente ou fornecedor antes de decidir vender a prazo, reduzindo drasticamente o risco de calote.
Trata-se de uma ferramenta simples e intuitiva de consulta de crédito, idealizada por uma empresa com 50 anos de experiência no mercado, a Serasa Experian, especialista na criação de soluções de prevenção de fraudes, redução do risco de financiamento, análise de fornecedores e estratégias de recuperação de dívidas.

2. Faça o cadastro na plataforma

Na área de cadastro, você preenche seu nome completo, telefone celular, e-mail, CNPJ de sua empresa e…pronto! Cadastro realizado, sem burocracia e com muita rapidez. Você receberá em seu e-mail uma senha para acessar a plataforma, comprar seus créditos (ou assinar o serviço) e fazer as pesquisas que deseja, em todos os CNPJs que precisar.

3. Entre na área exclusiva com seu e-mail e senha, e escolha seu pacote de créditos (ou plano de assinatura) para utilizar o sistema

Uma vez dentro da ferramenta, é hora de definir como utilizá-la. Você pode realizar suas consultas mediante compra de créditos (a partir de R$ 35,00) ou fazer uma assinatura para ter direito ao uso recorrente (os créditos só são debitados quando você realiza uma consulta). Já no modelo de assinatura, você adquire um pacote fechado e utiliza como e quando desejar.
Para você ter uma ideia do baixo custo, com R$ 35,00, é possível emitir:
● 1 relatório completo ou
● 2 relatórios intermediários + 1 relatório básico ou
● 5 relatórios básicos.
Partindo do conhecimento de que a inadimplência de um único cliente gera grandes dispêndios com contratação de empresa de cobrança, pagamento de honorários advocatícios/custas em ações judiciais, longo tempo para recuperar o valor devido, risco de prescrição e muita, muita dor de cabeça, nem precisa dizer o tamanho do retorno desse investimento, certo?

4. Digite o CNPJ ou CPF a ser pesquisado e escolha o tipo de relatório que deseja obter
Ao colocar seu e-mail e senha, você entra na área de análise consulta de crédito dos clientes. Uma vez que você já tenha feito o pagamento para uso da solução, basta digitar o CNPJ/CPF a ser pesquisado e optar pelo modelo de relatório que precisa.
Existem 4 tipos de relatórios disponíveis no Consulta Serasa:
Dados cadastrais
● Dados cadastrais;
● status do CNPJ/CPF.
Básico
● Dados cadastrais;
● status do CNPJ/CPF;
● dívidas na Serasa;
● análise de cheques.
Intermediário
● Dados cadastrais;
● status do CNPJ/CPF;
● dívidas na Serasa;
● análise de cheques;
● protestos estaduais.
Completo
● Dados cadastrais;
● status do CNPJ/CPF;
● dívidas na Serasa;
● análise de cheques;
● protestos estaduais;
● protestos nacionais;
● score do crédito;
● informações societárias;
● ações judiciais e dívidas;
● falências e recuperações.

5. Analisar as informações disponíveis
Diante de todo esse diagnóstico extenso, com a disponibilidade dos eventos de seu pretenso cliente, vem então a parte mais simples: verificar se seu comprador tem capacidade de pagamento suficientemente grande para ser contemplado com a aquisição a prazo.

Como você viu acima, o Consulta Serasa é uma espécie de fotografia financeira atual da empresa, mostrando detalhadamente sua relação de consumo com o mercado. Com isso, além de visualizar se o seu potencial parceiro está enfrentando dificuldades financeiras, é possível fazer o que se chama de análise de tendências, estimando, a partir dos dados presentes, a probabilidade de inadimplência futura.

Essa análise de tendências pode ser enriquecida mediante alguns recursos específicos do Consulta Serasa. No relatório completo, por exemplo, você tem acesso ao Score de Crédito, uma ferramenta estatística que, com base em grupos de empresas/pessoas com comportamento semelhante, indica, por meio de uma pontuação de 0 a 1000, qual a probabilidade de seu potencial parceiro pagar ou não suas contas.

Por exemplo, uma pessoa física que não tem histórico de contas em dia e já esteve negativado apresentará score inferior a outra sem passado de débitos e com longo histórico de relações comerciais.

Uma vez que você tenha em mãos essas perspectivas, fica muito mais simples mensurar seu grau de risco, definir taxa de juros e limite de financiamento.

A importância da análise e consulta de crédito antes da decisão de venda a prazo

A legislação nacional ainda oferece baixa proteção aos credores; a eficácia das garantias que a lei permite exigir também é questionável. Esse mecanismo explica as altas taxas de juros e a imensa burocracia na liberação de crédito pelas instituições financeiras.

Com pouca opção no mercado e baixa liquidez no caixa, as empresas acabam forçando seus fornecedores a negociarem prazos de pagamento mais extensos, o que reforça a necessidade de analisar a situação financeira cada cliente com extremo cuidado. Uma vez que a companhia seja desorganizada nesse setor, a inadimplência é certa.

A propósito, como sua empresa avalia a capacidade de pagamento de seus clientes? Que tal profissionalizar esse processo de análise e consulta de crédito sem ter que arcar com os custos da terceirização? Entre em contato conosco e conheça as facilidades do Consulta Serasa, bem como de outras soluções formatadas para as necessidades exatas de sua empresa!