Serasa Experian

Procure se proteger para evitar fraudes em períodos de grande demanda

Veja como reduzir prejuízos ao negócio e transtornos aos clientes sem ficar vulnerável em tempos de Black Friday.

Como filtrar as compras legítimas das tentativas de fraude? Este é um dos grandes desafios do comércio eletrônico, especialmente com a proximidade do final do ano, com Black Friday e período de Natal. Quando o movimento aumenta, crescem as chances de times sobrecarregados serem menos rigorosos com as medidas de segurança, deixando sua loja virtual vulnerável tanto a roubo de dados dos clientes quanto a compras realizadas com dados ilegais de terceiros.

Os números comprovam como o problema merece atenção especial. Pesquisa feita pela Experian (Relatório Global de Fraude e Identificação 2018) mostra que, nos últimos 12 meses, 65% das empresas entrevistadas relatam níveis maiores ou iguais de perdas por fraude. A pesquisa global consultou 500 empresas em 11 países, incluindo o Brasil.

Por isso, é preciso adotar iniciativas básicas que vão ajudar sua empresa a se manter longe de fraudes, que não só trazem prejuízo para o negócio, como transtornos para o cliente, afastando-o de sua marca. Além de evitar que vendas ilegítimas afetem seus lucros, modelos adequados o ajudam a não deixar de realizar transações boas por terem sido rejeitadas por falha na segurança.

Use tecnologia antifraude

Como a fraude está sempre evoluindo, é preciso manter-se atualizado para combatê-la. Uma medida essencial é buscar uma ferramenta com tecnologia para analisar os riscos de transações realizadas no comércio eletrônico. Muitas vezes, é necessário adotar mais de uma solução antifraude com várias camadas de segurança. Nesse caso, o desafio é fazer com que elas trabalhem de forma integrada e coordenada. Com este objetivo, existe a plataforma CrossCore. Robusta inteligente e flexível, foi desenvolvida pela Serasa Experian para conectar qualquer solução antifraude, seja ela do cliente, da Serasa Experian e de parceiros, permitindo poupar tempo e dinheiro, e mantendo seu cliente satisfeito com a experiência da sua marca. A plataforma valida e processa propostas de múltiplos canais e aplica regras de negócios de acordo com a necessidade de cada cliente.

Invista na capacitação de pessoal

De nada adianta, no entanto, ter modernas soluções tecnológicas, se as equipes não estiverem preparadas para utilizá-las corretamente. Todos os funcionários – desde os ligados diretamente ao atendimento ao cliente até os que atuam em funções administrativas – precisam conhecer a importância de cada tarefa realizada para evitar fraudes. Os times devem estar preparados para lidar com informações sigilosas dos clientes e analisar e processar os dados com cautela.

Avalie a possibilidade de usar intermediadores de pagamento    

Para operações pequenas e sem pessoal capacitado para fazer a análise de fraude, é recomendável levar em consideração a utilização de intermediários, que cobram uma porcentagem do valor da transação para receber os pagamentos, analisar o risco e liberar — ou não — a venda. Ele se compromete ainda a repassar o mesmo valor em caso de chargeback (quando o titular do cartão solicita o cancelamento de compra diretamente à operadora do cartão), desde que o e-commerce tenha a comprovação de envio e entrega do pedido.

Ao adotar os cuidados adequados, é possível minimizar o risco de fraudes, evitando prejuízos e mantendo um bom relacionamento com o cliente.