Serasa Experian

Fraude: como vencer um inimigo que se transforma

Por Kamille Simões.

Quando falamos que a fraude se transforma, não estamos apenas nos referindo na habilidade dos fraudadores em modificarem suas técnicas a fim de prejudicar o mercado: fraude pode ter diversos significados dependendo do interlocutor e da operação.

Os estudos da Serasa Experian mostram que o ticket médio dos valores procurados pelo fraudador é muito superior ao de um consumidor comum, variando entre 33% e 132% a mais que procuras de crédito não fraudulentas. Os danos da fraude não se limitam apenas aos créditos ou serviços concedidos e não pagos. Muitas vítimas de fraude entram com ações cíveis contra as empresas, multiplicando o prejuízo enfrentado pela organização.

Segundo o Relatório Global de Fraude e Identificação de 2018, as empresas estão dispostas a aumentar seus investimentos em segurança para evitar perdas para o negócio. No mundo todo, mais de dois terços das companhias acreditam que uma transação fraudulenta aprovada gera mais custos do que uma compra legítima negada.

O setor de telefonia lidera o ranking das fraudes mais frequentes. Isto ocorre porque ele funciona como uma porta de entrada para outros golpes. Ao abrir uma conta de celular, o golpista garante um comprovante de residência que é usado em golpes maiores, como adquirir um cartão de crédito.

Como não podemos escolher qual a estratégia que o fraudador utilizará contra nossa empresa, temos duas sugestões para maximizar o retorno na luta contra a fraude: combinar soluções de prevenção à fraude e monitorar as atividades atípicas detectadas na operação.

Uma plataforma que captura dados do dispositivo do consumidor será muito eficiente para determinar que há, por exemplo, uma diferença de 3000 quilômetros entre o endereço de cobrança do cartão de crédito utilizado na compra e o endereço de entrega de um produto, mas não será tão eficiente para identificar uma auto fraude ou fraude amigável, em que todas as informações de cadastro e de dispositivo sejam compatíveis com transações anteriores. Da mesma forma, a análise do histórico de crédito pode não detectar que um mesmo computador está realizando compras simultâneas com diversos CPFs, enquanto uma plataforma detecta esse comportamento rapidamente.

Entretanto, para entender quais as melhores soluções a serem utilizadas, é fundamental que as fraudes descobertas após a concessão (por exemplo, fraudes detectadas durante a cobrança ou por denúncias de vítimas) sejam analisadas para que as falhas do processo sejam mapeadas.

Para aumentar esta proteção, a Serasa Experian possui um amplo portfólio de serviços para auxiliar os clientes na luta constante contra a fraude. Contamos com plataformas para operações presenciais e digitais, scores de fraude e alertas de negócios. Acreditamos que dessa forma qualquer empresa que possa identificar melhor seus clientes poderá reduzir seus índices de fraude. Se você reconhece o seu cliente, você pode reconhecer uma fraude.