Serasa Experian

Confira quais serão as principais tendências de marketing para 2019

A forma como executamos nossas estratégias de marketing está diretamente relacionada com o surgimento de novas tecnologias e como elas afetam os hábitos de comportamento e consumo dos consumidores. Contudo, estar atento as novas tendências não é mais suficiente para garantir bons resultados nas campanhas de marketing. É necessário mudar sua forma de interação com os consumidores e garantir que a experiência de compra do cliente seja a melhor possível.

De acordo com os dados da Customer Experience Professionals Association, associação global sem fins lucrativos dedicada a valorização de profissionais que trabalham com a experiência do consumidor, o relacionamento das empresas com os seus clientes deve superar, até 2020, o preço e o produto como fatores determinantes para se fechar um negócio ou efetuar uma venda.

Sabendo disso, confira abaixo algumas iniciativas de marketing que estarão em alta no próximo ano e esteja preparado para surpreender seus clientes e prospect.

  1. Conteúdos envolventes em anúncios nativos

No momento de decidir pela compra de um produto ou serviço, as pessoas preferem a opinião de pessoas conhecidas ou de percepções veiculadas em sites ou mídias sociais do que anúncios tradicionais como fonte de informação. Os consumidores atuais se mostram resistentes à publicidade, o que pode ser comprovado por números: 30% de todos os usuários de internet devem usar bloqueadores de anúncios até o final de 2018 – segundo a eMarketer, uma das grandes empresas de pesquisa de marketing no mundo digital.

Diante desse comportamento, os profissionais de marketing tendem a recorrer mais aos chamados anúncios nativos, ou seja, método de publicidade na web que está integrado ao material editorial. Nesse formato, o anunciante busca a atenção para sua mensagem, oferecendo conteúdo mais interessante ou útil para o usuário e sendo menos intrusivo. Isso não significa abandonar os anúncios tradicionais, mas sim torná-los mais criativos e relevantes para o consumidor.

  1. Utilização de marketing de vídeo

Como a atenção média é curta e a maioria das pessoas prefere assistir a um vídeo do que ler uma postagem no blog, o marketing de vídeo bem feito tende a trazer ótimos resultados. De acordo com a HubSpot, empresa desenvolvedora e comerciante de software para vendas e marketing, adicionar um vídeo a um e-mail aumenta aproximadamente a taxa de cliques em 200% a 300%.

Os vídeos precisam ser capazes de interessar e prender a atenção do usuário, já que é possível tornar mais fácil a explicação até mesmo de conceitos completos. Outra grande vantagem é seu potencial de viralização. De acordo com a Simply Measured, empresa de soluções de análise social, “social videos” geram 1.200% mais compartilhamentos do que imagens e texto combinados.

  1. Predominância da publicidade programática

Tanto a mídia digital quanto a tradicional estão se tornando cada vez mais programáticas. Isso significa que diferentes tecnologias automatizam a compra, o posicionamento e a otimização da publicidade, em tempo real ou quase real, com diferentes níveis de controle e automação.

O principal objetivo é a substituição de atividades humanas na negociação de espaços de publicidade. Essa evolução tecnológica oferece aos anunciantes a capacidade de saber qual o anúncio certo a exibir, em qual veículo, hora e para qual audiência. O processo fica mais rápido e eficaz, acompanhando a velocidade, personalização e dados gerados em tempo real.

  1. Desenvolvimento de campanhas integradas

Atingir o sucesso de uma campanha exige abrir o leque de opções para falar com seu público-alvo. Nesse momento, nem recursos aparentemente “fora de moda” como distribuição de materiais impressos devem ser esquecidos. O importante é estar aberto a soluções que se complementem e que permitam a experiência omnichannel, integrando as informações em todos os pontos de interação do consumidor com a marca, seja por meio de canais online ou off-line.